‘Minhas mulheres e meus clientes. Em 1º lugar os meus clientes’

Apulchro em frente ao salão de cabeleireiro onde trabalha, na Vila Madalena
Apulchro em frente ao salão de cabeleireiro onde trabalha, na Vila Madalena

O cabeleireiro Apulchro Azevedo, de 69 anos, garante que “não tem porque reclamar de seu sentido da vida, não”. Ele tem seis filhos com três mulheres, é casado com uma delas e ainda diz ter “duas amantes fora de casa, uma de 23 de outra de 30”.

“A minha vida, olha menina… é muito boa! Eu não tenho do que reclamar do sentido da minha vida, não (…). É isso aí meu sentido, minhas mulheres e meus clientes. Em primeiro lugar os meus clientes. Sou feliz por causa deles, se eles não viessem aqui…”

Apulchro estava parado em frente ao salão onde trabalha na Vila Madalena na tarde dum sábado frio, à espera de clientes que cativa há 57 anos no mesmo bairro – mudou só a rua do ponto há um ano e meio. Disse que vive na região desde 1950.

“Chego para trabalhar às 6h da manhã, pode passar aí que tô todos os dias. Normalmente vou embora 19h30, 20h.”

O “jovem senhor” conta que prefere fazer cortes masculinos porque o serviço de homem é mais rápido e dá para ganhar mais.

Talvez ele prefira mesmo é reservar o tempo com as mulheres para os relacionamentos amorosos. Disse que uma de suas “ex” é com a sobrinha do apresentador Antônio Abujamra. A outra é italiana e a atual é espanhola.

“Eu tenho umas velhinhas que cortam o cabelo curtinho e dou um ‘tapazinho’, mas prefiro de homem, porque cabelo de mulher dá muito trabalho”.

Anúncios

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s