Como escrever um livro técnico ou teórico de forma atrativa para o leitor

Como escrever um livro técnico ou teórico de forma atrativa para o leitor
Escrever um livro técnico é como dar uma aula para o leitor

Escrever um livro técnico pode ser uma missão desafiadora para muitas pessoas. É comum autores não saberem por onde começar, como organizar as informações de forma clara ou até mesmo como tornar uma escrita fundamentalmente teórica atrativa para o leitor. A boa notícia que trago neste texto é a seguinte: sim, é possível escrever um livro técnico com um texto agradável e que, ao mesmo tempo, cumpra seu papel de ensinar ou transmitir o conhecimento ao leitor.

Confira 5 dicas de como escrever um livro técnico ou teórico:

1. Defina a ideia central da obra

Antes de começar a escrever, tenha claro o que busca transmitir com o seu livro. Saiba exatamente qual é a mensagem que você quer passar para o leitor, o conhecimento que ele deverá ter absorvido após terminar de ler a última página.

Para quem está perdido, uma maneira de fazer isso é elaborar um projeto de pesquisa para a escrita do seu livro. Há vários modelos padrões de elaboração de projetos de pesquisa disponíveis na internet, muito utilizados por acadêmicos. Escolha um que você simpatize mais e faça-o para o seu livro.

É importante ressaltar que para a escrita de um livro você não precisa ser tão rígido em alguns campos do projeto (pois pesquisas acadêmicas envolvem metodologias a serem utilizadas, por exemplo, o que não é necessário para a escrita de um livro. A ideia de usar como modelo um projeto de pesquisa acadêmico é apenas para guiar quem está “perdido” e ajudá-lo a organizar suas ideias para a elaboração da ideia central da sua obra);

2. Saiba quem é o seu público-alvo

Um livro é um produto assim como qualquer outro. É algo útil que será utilizado por outras pessoas para atender uma necessidade delas por determinado conhecimento. Saiba para quem você vai escrever. Tenha claro qual é o perfil do seu leitor. Defina o máximo de detalhes possíveis, como idade, renda, faixa etária, classe social, gênero etc. Quanto mais informações você tiver a respeito de quem é o seu leitor, mais acertará na hora de definir a linguagem a ser utilizada para escrever o texto. Se o seu público é composto por jovens adolescentes, por exemplo, usar uma linguagem muito formal ou rebuscada é um grande erro;

3. Organize as informações a serem transmitidas

Imagine que você tivesse que dar uma palestra sobre o conteúdo do seu livro. Por onde começaria? O que falaria primeiro? Como dividiria as informações a serem apresentadas? Escrever um livro técnico ou teórico nada mais é do que fazer uma grande e extensa apresentação de Power Point, mas preenchendo com texto a aprofundamento cada um dos tópicos que colocamos em cada um dos slides. Tenha em mente que você estará dando uma “aula” para o leitor sobre o tema em questão, então tudo deve ser explicado por ordem de importância e de forma que os conhecimentos se complementem uns aos outros. Comece “pelo começo”, vá definindo conceitos e introduzindo a cada um dos temas ao leitor antes de se aprofundar em temas mais “cabeludos”;

4. Use exemplos e histórias reais

Intercale a narrativa entre assuntos teóricos e histórias ilustrativas para “quebrar o gelo” e tornar o texto mais agradável para o leitor. Sempre que tiver a oportunidade, conte uma história real que seja relacionada ao assunto que está abordando para atrair o leitor, fisgá-lo para a história. Novamente, use palestras como inspiração. É comum palestrantes fazerem pausas em assuntos maçantes com anetodas ou causos engraçados justamente para “acordar” quem estava dormindo na plateia. Utilize o mesmo recurso para garantir que o leitor não vai pegar no sono enquanto estiver lendo as páginas da sua obra.

5. Escreva como se estivesse conversando com o leitor

Não é porque o livro é de um assunto técnico que a linguagem precisa ser técnica. Muito pelo contrário: narrativas literárias precisam ser leves para engajar o leitor. Traduza o máximo de termos e jargões possíveis, evite o “tecniquês” sempre que possível e tenha em mente que o leitor precisa aprender aquilo que você está ensinando na obra. Imagine-se como um professor dando uma aula e dê exemplos, explique com clareza os assuntos e escreva em tom coloquial, como se estivesse conversando com o leitor.

Receba mais dicas!

Gostou desse artigo sobre como escrever um livro técnico ou teórico? Curta minha página no Facebook, Instagram e me siga no YouTube para mais dicas sobre como escrever o seu livro.

Caso queira falar diretamente comigo para te ajudar a escrever a sua história, entre em contato pelo e-mail blogvidaria@gmail.com ou pelo site www.vidarialivros.com.br.

Me chame para escrever a sua história!

Quer que eu escreva a sua hisória? Fale comigo! Escreva um livro sobre a sua vida, a história da sua família, empresa ou instituição. Entre em contato pelo: www.vidarialivros.com.br

Anúncios

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s