Viúva aos 24 anos, o sentido da vida de Roseli é Deus e as 2 filhas

Roseli na praia de Boa Viagem
Roseli na praia de Boa Viagem

Na Quarta-feira de Cinzas, dia 5 de março, a pernambucana Roseli Mendes dos Santos completava 24 anos.

Encontrei a jovem vendendo amendoins e castanhas na praia de Boa Viagem, no Recife, justo no dia de seu aniversário.

– Nossa, e você está trabalhando embaixo desse sol no seu dia?

“É o jeito, né? Tem que trabalhar…”

Roseli, que parou de estudar na oitava série, se vira sozinha para sustentar as duas filhas.

É viúva. O marido morreu em 2008, por “problema de cansaço no coração”.  Deixou Roseli com as duas pequenas, uma de seis e outra de oito anos.

“Ele não se cuidava. Tomava muito sabultamol, que é um remédio que acelera o coração. Tem que tomar pouco. Ele tomava demais para parar o cansaço, aí deu uma parada cardíaca e ele morreu.”

A vendedora vive em São Lourenço da Mata, a 20 quilômetros da capital pernambucana. Em dias de movimento na praia, como sábados, domingos e feriados, ela sai cedo de casa, pega ônibus e metrô, e fica andando de um lado ao outro da praia, embaixo do sol quente, até fazer uma “boa renda”.

“Quando tem muita gente aqui eu tiro R$ 180, R$ 200 por dia. Quando o movimento é fraco eu tiro R$ 50, R$ 60…”

Todo o esforço é para dar as filhas o melhor que pode. “Como se diz, assim, eu não tenho tudo para dar a elas do bom e do melhor, mas o que eu posso eu me esforço para dar, entendeu?”

Disse que não encontrou outro companheiro depois que o marido morreu. “Eu tenho medo de colocar outra pessoa dentro da minha casa, por causa das minhas duas filhas. Eu não quero, não… Com duas filhas fêmeas, botar homem dentro de casa…”

As duas meninas estão na escola. A mais velha está no terceiro ano e a mais nova, no primeiro. “Agora eu tenho que empurrar as filhas para estudar, para mais tarde elas não se arrependerem também” – a vendedora disse que se arrependeu de ter parado com os estudos, mas que agora não vê mais como voltar. “Tenho que cuidar delas.”

E qual é o sentido da vida para Roseli?
“Eu acho que primeiramente o sentido da vida é Deus. Se não for ele, se não dermos lugar a ele, eu acho que nada adianta nesse mundo. Em segundo lugar as minhas filhas, que é o que eu mais amo nesse mundo. E as outras coisas vão andando…”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s