Como contar uma história real: técnica nos auxilia a estruturar a narrativa

Quando começamos a contar uma história real, é comum ficarmos perdidos sobre como montar a estrutura e a ordem dos acontecimentos de forma atrativa. Na escrita de longos textos ou de livros de não ficção, nos perdemos ainda mais. Muitas pessoas não sabem por onde começar e como ordenar os capítulos e, com isso, desistem de escrever. Neste texto, compartilho uma técnica certeira que nos guia para a escrita: a linha do tempo. Assista ao vídeo abaixo e, em seguida, leia o passo a passo no texto.

Organize sua história

Toda história tem começo, meio e fim. Diante disso, muitos autores começam a escrever suas histórias pelo “começo” e logo notam que está monótona e sem graça. Isso acontece porque as narram de forma relatorial, situando um acontecimento em seguida do outro, sem pensar em recursos literários que tornem a narrativa mais atrativa. Eles fazem isso porque não têm clareza da história completa em suas mentes, então, iniciam a escrita em ordem cronológica para se encontrarem na ordem dos acontecimentos. Esses autores imaginam que a história se dará conforme escrevem, mas estão equivocados.

Antes de começar a escrever precisamos fazer o que é chamado no jornalismo de apuração dos fatos. Assim, devemos investigar toda a história, entender a ordem dos acontecimentos, elencá-los em tópicos e, só depois, começar a escrever. 

Com isso, podemos decidir começar pelo fim, por exemplo, para depois revelar ao longo dos capítulos como aquilo aconteceu. Também é possível puxar um acontecimento do meio da história e destrinchar todo o resto com base nele. É possível, ainda, optar por contar a história em ordem cronológica mas começar todos os capítulos por um ponto de destaque.  

Porém, por mais que optemos por contar nossa história fora da ordem cronológica, é importante sabermos a estrutura central para não nos perdermos. Ter clareza da ordem dos acontecimentos nos traz segurança para elencar os principais episódios e ousar durante a narrativa. Assim, sempre saberemos para onde voltar em caso de nos perdermos pelo caminho.

A técnica da linha do tempo é simples e nos facilita nesse processo. Veja como usá-la:

1 – Liste episódios em curtos tópicos

Antes de começar a escrever, abra um arquivo, coloque o título da história e, em seguida, liste em ordem cronológica a ordem dos acontecimentos. Faça em tópicos curtos e, se possível, resuma-os em poucas palavras. Os tópicos precisam ser claros e precisos sobre o fato, como se fossem o título de uma notícia: “nascimento do Fulano”; “acidente no rio”; “morte do Beltrano”; “casamento de João e Maria”; “conclusão da faculdade”; “festa da firma no Natal de 1988”; “primeira briga com o marido”, e assim por diante.

2 – Escreva um resumo de cada episódio

Depois que concluída a linha do tempo com todos os acontecimentos da história, volte a cada tópico e escreva o resumo de cada uma das histórias em apenas um parágrafos. Você terá poucas linhas para escrevê-la, então o desafio é encontrar o principal acontecimento e torná-lo atrativo. Uma técnica do jornalismo é responder as seguintes perguntas: O quê? Como? Quando? Onde e Por quê?

3 – Mapeie sua história e monte uma estrutura inicial

Uma vez que você tem todas as histórias mapeadas, analise sua linha do tempo e monte, como num quebra-cabeças ou colcha de retalhos, como quer contá-la. Entenda qual é a mensagem principal da história, por onde você quer iniciar a trama e como dará sequência. Encontre formas atrativas de estruturar a ordem da sua história de maneira a sempre prender o leitor ao que acontecerá na sequência.

4 – Organize a ordem dos episódios para que façam sentido

Lembre-se que alguns fatos precisam ser contados antes de outros para que a história seja compreensível. Caso opte por narrar o nascimento de um filho antes de contar a união dos pais, por exemplo, lembre-se de que a história do nascimento te obrigará a explicar, em algum momento, quem são os pais. 

5 – Confie na estrutura que montou e comece a escrever

Comece a escrever seguindo o roteiro preestabelecido. Por mais que no começo a história aparente estar um pouco truncada ou sem pé nem cabeça, a princípio confie na estrutura que montou e siga escrevendo. Isso é importante para que você não trave.

6 – Edite e altere a ordem dos acontecimentos, se necessário

Conforme escreve, certamente você encontrará buracos e pontos fora de ordem na história semiestruturada. O grande desafio da escrita, nessa fase, é ajustar a sequência dos acontecimentos, contextualizando-os e explicando-os de forma que o leitor consiga acompanhar a história. Avalie mudar a ordem quando for necessário. Siga escrevendo.

 7 – Revise e faça o acabamento do texto

Quando terminar de escrever, faça uma segunda leitura e revise seu texto. Esse é o momento de ajustar as lacunas, reescrever trechos que podem ser aprimorados, rever a ordem dos fatos. Uma história sempre pode ser aprimorada e nunca tem fim, então, ajuste-a até quando se sentir confortável e decida colocar um ponto final.

Gostou deste artigo?

Siga minha página no Instagram e no YouTube para conhecer mais do meu trabalho!

Ajuda para escrever

Sonha em escrever um livro e não sabe por onde começar? Fale com a Vidaria Livros e escreva seu livro. Entre em contato pelo nosso site www.vidarialivros.com.br.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s